Seguro automóvel: Perguntas Frequentes

accidenteSou obrigado a ter um seguro automóvel?

A lei obriga a fechar um seguro de responsabilidade civil com capital de cinco milhões de euros para danos corporais e de um milhão para prejuízos materiais. Se achar estes valores insuficientes, pode escolher um contrato com limite de 50 milhões de euros.

O que cobre o seguro obrigatório de responsibilidade civil?

O seguro obrigatório de responsabilidade civil cobre todos os danos pessoais e materiais sofridos por terceiros e as pessoas transportadas no veículo, menos o condutor. Para assegurar o condutor é preciso uma extensão das coberturas da apólice.

Quem precisa de um seguro de danos próprios?

Todos os proprietários de carros com menos de três anos deviam optar por um seguro de danos próprios. O mesmo aplica-se quando o carro ainda não está pago. Deve sempre calcular se consegue financiar outro carro ou não, caso perder o seu veículo. E deve comparar o prémio do seguro com o valor do carro. Não vale a pena pagar 500 euros por ano, para um carro que vale 1500 euros.

carros na estradaPosso fazer um seguro em meu nome de um veículo que não é meu?

Se for o condutor habitual do veículo, pode fazer o seguro em seu nome. Pode ser o caso quando os pais emprestam um carro ao filho.

Se vender o automóvel, transfiro o seguro?

Não. Se vender o seu automóvel, deve informar a sua asseguradora e o contrato será cancelado após a venda. O novo proprietário é obrigado a subscrever um novo seguro automóvel.

O que é a franquia de um seguro automóvel?

No seguro de responsabilidade civil não existem franquias, mas a maioria dos seguros para danos próprios impõe uma franquia mínima de dois por cento do capital seguro. O capital seguro é o valor do automóvel. Se um carro custa 20.000 euros, a asseguradora só pagará danos a partir de 400 euros. Ou seja, se a reparação custa 5000 euros, a asseguradora paga 4600 euros e o cliente 400 euros. A principal vantagem de optar por apólices com franquias: o prémio é mais baixo.

assistência em viagemO que acontece se não pagar o seguro?

Se a sua asseguradora cancelar o seguro automóvel porque não pagou o seguro, não pode circular com o carro. Se andar com o seu carro sem seguro e tiver um acidente terá que pagar todos os danos do próprio bolso – além de ter que pagar uma multa entre 250 e 1.250 euros, juntamente com possível perda de carta. Pode perder a carta e ter que pagar uma multa sem ter causado um acidente – basta a polícia mandar parar.

Preciso de assistência em viagem?

Em regra geral, o seguro de responsibilidade civil é vendido com a assistência em viagem, mas não é obrigatória. O preço da assistência em viagem difere tendo em conta os serviços incluídos: Mais assistência, maior será o preço. Se precisa de assistência em viagem, depende como usa o seu carro. Quem só anda perto de casa não tem tanta necessidade de assistência em viagem, como quem anda longe regularmente. Sócios do Automóvel Clube de Portugal já têm Assistência em Viagem incluída e não precisam de fechar mais um contrato.

receba comparar-juros.com por e-mail