Crédito à habitação: Comprar casa do banco

casal em frente da sua casaEcontrar a casa dos sonhos é uma tarefa difícil. Comprar um imóvel dum banco tem as suas vantagens.

Procurar e encontrar a casa certa é uma arte por si mesmo. Às vezes é preciso um pouco de fantasia para perceber que uma casa com um pouco de obras pode-se tornar uma pérola. Mas antes de mais, comprar uma casa é um negócio. Quando se compra um imóvel deve tornar uma decisão bem informada, saber os preços do mercado e ter a certeza de que vai poder pagar o crédito. Emoções não deviam influenciar demasiado a decisão de comprar ou não uma casa. Por vezes pode ser mais sensato comprar uma casa mais barata ou alugar – e uns anos depois comprar a casa que mais lhe convém.

Comprar casa: Encontrar o imóvel certo

Uma coisa é certa: Antes de comprar casa deve ver muitos imóveis para poder tomar uma decisão informada. Imóveis à venda encontra nas páginas de imobiliária online, no agente imobiliário, no jornal, nos balcões e websites do banco, e nos leilões das finanças.

Os bancos têm todos os tipos de imobiliários à venda: imóveis residenciais, imóveis de comércio, terrenos e unidades industriais. A maioria destes imóveis pertencem ao banco devido a uma situação de incumprimento de crédito ou de leasing.

Comprar casa: Vantagens de comprar casa do banco

Como os bancos normalmente tem um grande interesse em vender os imóveis, garantem condições especiais para o crédito à habitação. Poder ser que concedam um spread mais baixo ou financiam o valor total do imóvel, uma prática quase já não usada em Portugal. Os prazos de financiamento podem ser mais alargados também.

Ao mesmo tempo, alguns bancos permitem aos consumidores a isenção da cobrança de diversos encargos, por exemplo, da comissão de avaliação e de estudo do dossier.

Comprar casa ao banco: Os primeiros passos

Para quem quer comprar um imóvel do banco, o primeiro passo será pesquisar no site do seu próprio banco, para ver se há imóveis adequados e depois ver os sites da concorrência, tal como nas página do Novo Banco, da Caixa Geral de Depósitos e do Crédito Agrícola.

Mas atenção: Quando negociar o contrato deve calcular bem, se as condições do crédito à habitação são mesmo interessantes e se não há melhores ofertas no mercado. Por vezes vezes os bancos só concedem um spread mais baixo nos primeiros anos ou obrigam os clientes a fecharem seguros. Por isso, deve sempre comparar os custos totais do crédito e fazer uma simulação para o prazo inteiro do crédito. Quanto custará a casa no final – é muitas vezes o dobro do preço do imóvel.

Outra forma de comparar os custos dum crédito à habitação passa por comparar a Taxa Anual Efetiva (TAE). No caso dum crédito variável a TAE inclui o valor da Euribor, o spread e outros custos como seguros ou comissões bancárias. Para comparar os custos dum crédito convém sempre comparar a TAE e não só o spread.

Se este artigo lhe foi útil, talvez queira subscrever a nossa newsletter.

Crédito Habitação: Spread Top 5